quarta-feira, 22 de setembro de 2010

Paulistano "despaulistanizado" visitando a capital paulista e "Quem manda nessa porra sou eu!"


Opa, tudo bem? Vem sempre aqui? Pois é, eu venho às vezes.
Não pude resistir e acabei tendo que postar.
Segunda à noite saí com minha adorada turma de Enfermagem rumo à capital paulista, no caso minha terra natal.
Lá eu encontrei uma cidade diferente do que me lembrava de 2 anos atrás e também mais calma.
Vi o banco onde meus pais se conheceram e graças a isso, nasci O.o
É uma cidade cara, bonita e interessante em todos os sentidos que puder imaginar.
Em uns 20 minutos sentado no Ibirapuera eu já pude ver umas 4 ou 5 tribos urbanas diferentes passando por lá.
A arquitetura também é bem diferenciada, moderna.
Visitamos o Instituto Butantan onde vimos diversas espécies de cobras, anfíbios e aracnídeos.
Onde eu também tive a oportunidade de comer um belo risole de alho poró que como diria o Clô "ficou bom pra caralho, malandro".
Também acabei pegando na cobra (ui) por questão de honra, o que definitivamente não me alegrou.
Também vimos o museu de microbiologia do mesmo, que explica como vacinas são feitas e mostra também os organismos que difundem as doenças.
Tive idéias MA-RA-VI-LHO-SAS de decoração (acho que o video acima afetou minha capacidade de raciocínio) como a parede com uma seqüência de DNA ocupando-a por inteiro e o piso com desenhos de bactérias.
Saímos e fomos pro Ibirapuera onde seria o verdadeiro foco da viagem.
A exposição é fascinante!
Acho que você leitor dessa budega que visitar a exposição começará a ver o próprio corpo de um modo novo.
Depois da exposição veio o ponto alto da viagem.
Conheci finalmente a Kel.
\o/
Isso sim foi rox, e feliz, ela é MUITO legal xD

Todo mundo julga SP pela violência e blablabla mas quer ir pra NY, Los Angeles ou carai a 4.
Cara, até em PG você pode ser assaltado ao sair de casa.
Ou sem nem precisar sair.

Ah sim, nos coments recentes um anônimo disse que eu preciso ganhar conhecimento de causa e que to me contradizendo.
Sinceramente me senti levemente ofendido mas a partir do momento que posto algo aqui eu me sujeito às opiniões alheias.
Se vem alguma pessoa aleatória e me diz diretamente a crítica e diz onde tá o problema eu posso chegar até a excluir o post e tá tudo ok.
Só não me venha na hostilidade no meu próprio blog de hostilidade.
Se te ofendi então venha e fale diretamente que eu me desculpo.
Agora se eu escrevi e você é ignorante o suficiente pra não entender o sarcasmo, então vá se foder e aprenda a ler enquanto se fode, pra não perder tempo, você definitivamente está precisando.

quinta-feira, 16 de setembro de 2010

PG City - Neverland


Se eu fosse (mais) conspirador eu ficaria insano, falo sério!
Vejo sósias e mais sósias todos os dias aqui em PG.
Já vi uma Shirley Manson, um Michael Chiklis, um Serj Tankian, uma Kuchiki Rukia e porra, até um Peter Griffin que eu só vejo na cantina e já vi de camisa branca e calça verde.
Isso me lembra o filme A Ilha, só sei que não é verdade porque a Shirley Manson é uma divindade e não precisa de um clone.
PG também é uma cidade interessante do ponto de vista climático, porque aqui é literalmente "onde o vento faz a curva".
Existe mesmo uma corrente de ar que muda sua direção aqui em PG, ou seja, a nada confiável previsão do tempo fica mais imprevisível ainda.

PG também é um lugar único pelas suas gangues de motoqueiros que dirigem carros ou que são pedestres.
Até eu tenho a minha, as Borboletas do Asfalto, tendo como membro fundador o osso herói da foto acima, Glenn.

O Andarilho sempre diz que PG acabou de chegar nos anos 70, que agora que ta começando o movimento punk aqui. Não deixa de ser verdade.

Aqui ainda tem quem julgue caráter pelo sobrenome (nome falso rules fikdik).

PG também é uma cidade de grande exploração de artes plásticas.
Vide o monumento à araucária que ficava localizado em frente à entrada do campus da grandiosa UEPG.
Aquele monumento belíssimo chamado erroneamente de "cocozão" pelos tolos insensíveis à arte moderna.
O monumento era um exemplo perfeito da sociedade princesina.
Um monumento que estava lá firme e forte, aguentando as intemperes, sendo um lar para novas vidas (vide colméia), representava os sonhos das pessoas quando a chuva vinha e derretia uma parte, representando que seus sonhos aqui escorrem pelo vão dos dedos e por fim, acabou sendo queimado pelo desejo de liberdade do povo.
Hoje essa obra de arte reside em um museu secreto da cidade onde os grandes mestres o protegem dos olhares ameaçadores da população.


Provavelmente eu chegue a ser crucificado em praça pública por um post desses, mas é burrice negar a realidade que aperta suas bolas enquanto você afunda no oceano.

PG não é um mar de rosas e todos sabemos disso!
Já dizia Sly.

PG tem muitas pessoas legais, muitas pessoas babacas e ainda tem um "controle moral" gigantesco.
Não adianta culpar as pessoas ou a cidade ou seu deus por estar se fodendo, conseqüencias existem pra tudo.

Você faz sua sorte.

Aprendi a lição e mordi a língua sobre relacionamentos.


Falou ae.
Away!

domingo, 12 de setembro de 2010

Sonhos destruidos, modernidade, "nova" cultura, Karatê Kid e Bad Boys


Finalmente cheguei naquele momento de compreender o que o pessoal do Kansas quis dizer com "todos os meus sonhos são poeira no vento".
Finalmente e infelizmente cheguei na época de abraçar a realidade.
Auto-ajuda é masturbação mental, na hora que você lê até se sente bem, mas depois vem o sentimento de culpa por precisar daquilo pra se aliviar.

Sempre vai ter um filho da puta pra te quebrar as pernas quando você estiver perto de realizar algo.
Já dizia Shirley Manson " Se você procura por decepção pode encontrá-la ao dobrar cada esquina", mas eu acho que já falei isso aqui.

Hoje faz uma semana que não como carne, já posso soltar rojões e poluir o meio ambiente.

Meu pc pifou anteontem e acabei tendo que usar um maldito netbook que até que quebra o galho.

Até comentei com uma nova amiga de internet.
Em 1929 as pessoas ficavam tristes por não poderem comprar pão nem jornal, agora ficam tristes por não poderem logar no orkut e postar fotos da noite anterior.

Você antigamente tinha seus ídolos que quando muito ouvia uma fofoca pela sua avó quando ela assistiu no A Casa é Sua. Hoje você vê sex tape na net até da sua mãe.
Sim, da sua mãe, porque você não é Jesus.
Pensando bem, até Jesus u.u
Não acredito nessa de inspiração divina.
É que nem a mocinha dizer que usou a toalha na qual o namorado teve um "final feliz" e acabou por engravidar.

Antigamente você era inteligente pelo número de livros que lia e pela capacidade de dialética que apresentava.
Hoje você é inteligente se faz algum Stand Up manjado, imitações de Silvio Santos ou tem um blog de apelo humorístico.

Antigamente você sabia que tinha amigos quando tava na merda e eles vinham te ajudar, ou quando você se mudava e todos os que se importavam apareciam.
Hoje você vê seus seguidores no Twitter, Blogger, Orkut e Facebook.

Nos anos 90 você passava o dia trabalhando na frente de um computador, chegava em casa, ligava a tv no jornal local e abria sua cerveja. Nos 2000 você chega em casa e vai pro pc ver pornografia enquanto ninguém está te olhando.

Até a pornografia que já foi feita em livrinhos desenhados à mão agora é em 3D.
A criatividade está quase morrendo.
O mundo dos filmes vive de remakes, continuações de sagas dos anos 80 e 90 e de filmes novos com nomes de filmes antigos.

Sinceramente eu não assisti e nem vou assistir esse Karatê Kid novo.
Não é preconceito racial antes que perguntem.
Eu cresci vendo aquele filme antigo com Ralph Macchio e Pat Morita na Sessão da Tarde.
Agora me vem um filme alegando ser remake, com um moleque jovem juvenil marrento, com um mestre chinês (e olhe que eu curto Jackie Chan) que lhe ensina kung fu...
Mas porra, então por que o Karatê Kid?

Essa é sua vida e não ficará melhor que isso.

Eu poderia falar de mais uma renca de filmes e livros ruins dos dias de hoje, mas da última vez que comentei algo similar uma amiga minha preferiu se juntar aos lobisomens depilados e aos vampiros de purpurina e passou uma semana sem falar comigo.

Antigamente toda moça queria um Bad Boy tipo James Dean, depois Marlon Brando, Elvis, depois John Lennon e por aí foi, hoje em dia querem um cara branquelo,liberal em certos pontos, virgem com tendências homossexuais, voyeurs e que goste de um swing.

Acho que o estilo Bad Boy de verdade morreu.

A individualidade também morreu.
As pessoas tentaram ser tão diferentes que acabaram se tornando iguais.
E você é só mais um na multidão de iguais.

quinta-feira, 9 de setembro de 2010

Mutação e essa é sua vida


Mutação.
Do ponto de vista biológico é uma tranformação a nível genético que pode vir a alterar a estrutura do indivíduo ou sua psique.
Mutação, mudança, foi por esse motivo que esse e inúmeros outros blogs foram criados.
Mutações em estruturas biológicas podem surgir ou ser mais efetivas durante o período de crescimento até os 7 anos ou em alguns casos na puberdade.
Pode se manifestar como algo benigno ou pode ser um câncer, talvez algo mais.
O ser humano vive mudando, os animais também, as plantas também.
Tudo muda, por dentro e por fora.
Não estou citando uma novela da Record x.x
Malhação com efeitos especiais toscos já é demais.
Quando eu era criança e tinha poucos amigos só via uma saída pro tédio... Virar um ser auto-divertido.
Nisso me enterrei em figuras de ação e revistas em quadrinhos.
Bom período, imaginação fértil.
Nunca esqueço de quando meu Gambit transava com a Malory dos Super Patos...
O tempo foi passando, eu fui envelhecendo, sofrendo minha mutação natural e abandonei as miniaturas, mas jamais as revistas.
Quando fui ao sebo na primeira vez eu fiquei desacreditado, tantas revistas que eu pensei que nunca encontraria, foi como entrar no paraíso.
Há quem me chame de infantil por isso, mas não considero grandes coisas vindo de quem lê a série Crepúsculo e comparava o próprio namorado com personagens daquela merda.
Passado muito tempo eu conheci colecionadores de figuras de ação, meramente para exposição.
Imagine a possibilidade de ver seus "ídolos" imaginários perto de você.
Isso libera sua criança interior de um modo que nem sei explicar.
As miniaturas voltaram pra minha vida.
Não me pergunte porque estou escrevendo isso.
Não era pra ser esse o foco do texto.

A criança interior nunca deve morrer, ela é quem te impede de abraçar a morte como a saída desse mundo que desmorona ao seu redor, tal qual conceitos, medos ou quem sabe a vida em si.

Não somos diferentes. Somos a mesma merda dançante que povoa o mundo.
Você não é só pai, mãe, irmão, tia, avô.
Você não é seu dinheiro, bens, vida ou sentimentos.

Você não será feliz, não será completo, não terá um amor eterno.

Você é humano e passará por tudo que semeou.

Não será ninguém até perder tudo.

Essa é sua maldita vida.

Você cresceu na frente de uma TV e longe de outras crianças.
Foi uma vítima da tradição, do contínuo emburrecimento social.
Foi uma vítima da pedagogia estacionada.

Cresceu comendo McDonalds porque parecia gostoso, por mais que parecesse um lego borrachudo.

Você acreditou a vida toda num amigo imaginário de adultos, onde há a alucinação coletiva de que ele faz algo.
Você cresceu acreditando que quem morre e crê em deus vai pro céu.

Você esquece que seus heróis bíblicos guerreiros também eram assassinos.
Esqueceu que é proibido pelo seu amigo imaginário que hajam assassinatos.
Mas dois grupos que alegam matar por ele se mataram.
Para onde você vai?

Você cresceu acreditando que vento frio te causava gripe e não um vírus.

Seus pais são os maiores mentirosos e vilões da história.
Seus pais te impedem de evoluir além do que eles querem.

Você não decide seu próprio sexo, colégio e pais.

Você recebe um título desde que sai do saco escrotal do seu pai.

Você não passava de uma porra.
Agora você é um monte de carne em decomposição esperando que algum predador natural, já eliminado por seus antepassados cuide do seu problema, ou pela morte em 60 anos de sofrimento, ou pelo câncer que te corroa em 1 ano.
Espera que um de seus semelhantes venha e te cause um envenenamento grave por chumbo.

Você nunca será o filho que seus pais sonharam.
Você sempre vai ou se render à vontade deles ou fugir do sistema caseiro.

Você sairá desse sistema e criará o seu próprio, casado(a) e com filhos.
E será pego de novo.

Você não escolhe como vive ou morre.
Você não escolhe se paga impostos.

Você é humano vítima do humanismo.

Você é um número.
Você é nada.

terça-feira, 7 de setembro de 2010

7 de Setembro, falso patriotismo, Shirley Manson, Salgados de queijo e crianças infelizes


Acordei pensando "vou escrever no blog sobre o 7 de setembro".
Mas o alzheimer me atacou logo que cheguei ao pc e esqueci o que ia dizer, mas para não deixar a data passar em branco...
Vou contar a história dos meus 7's de setembro.
Quando eu era criança e minha mãe era uma pedagoga recém formada que tinha idéias criativas pra desfile de uma das duas únicas escolas da cidade, quem pagava o pato? Eu! x.x
Desfiles, balões, crianças chatas estourando balões alheios.
E era um pé no saco!
Não teria problema se eu não fosse no desfile, não me tiraria nota nenhuma, mas como ela tinha prazer em fazer essas coisas, eu que me fodia.
Isso foi nos confins de MG até o ano 2000.
Quando nos mudamos para PG city em 2001 as políticas do colégio eram outras.
Se você não dançasse na festa junina, tinha que fazer uma trabalho gigante sobre importância cultural da festa valendo a nota do bimestre; se você não desfilava no dia 7 ou no dia 15 (ao menos você podia escolher em qual ia), você tinha que escrever sobre a importância cultural das duas datas.
Mas porra, o que escrever sobre a importância cultural de 7 de setembro tem a ver com educação física ou passarduas horas torrando no sol pra descer uma avenida da cidade em 10 minutos de uma caminhada lenta ouvindo sempre o mesmo babaca falando merda no palanque?
Bom foi quando cheguei ao segundo ano do ensino médio onde as poucas aulas de educação física eram teóricas e eram só pra dizer que tavam lá.
Não tinha mais desfile, eu podia ficar em casa vegetando.
Sinceramente, 7 e 15 de setembro são aqueles feriados que só são bons se não caem no fim de semana e razoavelmente bons se caem numa quarta.
Você espera essa época chegar logo depois das férias de meio de ano pois já está querendo matar um.
7 de setembro não tem mais significado patriótico.
Você gosta de 7 de setembro pela folga e não pela independência do BR.
Na real você está cagando para o BR.
Se bem que D. Pedro I também estava cagando antes de teoricamente gritar "independência, papel higiênico, ou morte".

Hoje eu sonhei com a Shirley Manson, e ela tinha uma espada e uma armadura estilosa, e no sonho haviam zumbis, enrolados de queijo e explosões.
Acordei pensando "a vida pode ser boa!"


Desafio do dia: Encontre uma criança feliz na foto acima.

segunda-feira, 6 de setembro de 2010

Clube da Luta, Paraíso, Spoilers e moralidade ou também "YOU CAN CRY"


Hoje fiquei feliz ao usar a ferramenta "estatísticas" do blogger.
Descobri que tenho visitas internacionais, e eu não conheço ninguém fora do país XD
Até pensei em entrar na budegs de AdSense, talvez valha a pena \o/
Quem sabe juntando verba de AdSense eu compre um carro um dia e leve a Shirley Manson pra Santos.
Hoje é meu segundo dia sem ingerir animais \o/
Mas isso não tem nada a ver no momento.
Nem sei porque to postando hoje o.o
Quinta eu estava andando com o Andarilho e ao chegar no terminal central nos deparamos com um senhor berrando em nome do "senhor".
Imediatamente lembrei do Zangief .
Gritar na rua não atrai pessoas para a religião, na verdade afasta, igual aos relacionamentos.
Acho que Dalai Lama tava parcialmente certo quando disse que a melhor religião é aquela que o homem se sente bem.
Ultimamente tenho criticado religião para caralho nesse blog, mas não custa falar mais.
Considerando que um fiel bem fiel mesmo faz as "boas ações" pensando em não ir pro inferno, mas não quer dizer que seja algo que ele quer fazer.
É igual a uma relação de trabalho.
O trabalhador não vende seu trabalho por achar que alguém vai precisar por exemplo de um relatório sobre índice de venda de camisinhas no dia do sexo. Ele vende o trabalho porque quer ganhar dinheiro com isso.
Relação sincera seria fazer as coisas boas porque realmente quer, independentemente da crença religiosa e chegar no além (caso haja um) e se dar bem.
Mas uma caralhada de religiões crê que são os únicos com direito a um lugar melhor.
Traduzindo, o além é só uma interpretação da vida real.
Onde os pré-indicados e puxa sacos se dão bem e os que discordam continuam tomando no cu.
Já dizia eu mesmo, a vida é um eterno troca-troca, primeiro você toma no cu, aí depois que cansam de te foder, chega tua vez de foder alguém. Mas quando você cansa de foder, vem outro e te come.


Acho que to reclamando demais essa semana, provavelmente é o tédio.
Zéu Britto tem salvado meus dias.
Esse filho da mãe é um filósofo popular contemporâneo.
Fica a recomendação do dia.

Não lembro se já falei de Clube da Luta por aqui, mas em todo caso, falarei a respeito.
Imaginem um sujeito comum, que trabalha num cubículo, que faz seus relatórios, pensa nas contas a pagar, vive numa sociedade consumista e que acima de tudo tem que conviver com o stress.
Tamanho stress gerou uma insônia e o rapaz de meia idade já não dormia a 6 meses.
Ao procurar um médico alegando ter problemas e que sofre a única resposta que tem é "Você acha que sofre? Visite o grupo de apoio a vítimas de câncer nos testículos às terças-feiras e verá o que é sofrimento."
Nisso ele visita o grupo e descobre que consegue ficar bem com o sofrimento alheio.
E pior, que ele começa a conseguir dormir sabendo que tem gente pior que ele.
Até que ele conhece gente que começa a mudar sua vida:
-Marla Singer- uma garota que passa pelos mesmos problemas mas que vem de uma realidade social diferente.
-Tyler Durden- um passageiro qualquer de avião que puxou assuntos que despertaram interesse do protagonista e acabou virando seu melhor amigo em menos de 24 horas, logo após Jack (nome pelo qual o protagonista se auto-intitula) perder seu apartamento.

Clube da Luta é um filme foda que a cada vez que você assiste acaba chegando a uma conclusão diferente.
Altamente recomendado.

Momento Spoiler, se você já viu o filme, leia, se não, vá tomar no cu e crie vergonha na cara de assistir o filme.

-Tyler é um fruto da mente de Jack, criado por causa do stress e do meu ponto de vista, a personalidade oprimida pela moralidade imposta pela sociedade e pelo próprio Jack.

-A morte de Bob simboliza que enquanto ele era parte da sociedade, pagava suas contas, pagava pensão para a ex-mulher e trabalhava, era só um número e quando morre vira alguém, ganha um nome.

-Todos temos nosso "Tyler" interior que algumas vezes deixamos transparecer. Já sou adepto de que deveriamos ser o próprio Tyler e deixar o cuzão exterior no resguardo.

domingo, 5 de setembro de 2010

Orkut, sogros burros, vegetarianismo e Shirley Manson


Orkut ta virando definitivamente um pé no saco.
Até agora não aprendi a lidar com scraps no modelo novo x.x
Blogger agora ta com putaria também.
Até a porra do msn hoje ta de palhaçada.
Não sei qual a graça tem em dificultar tudo!
Vou pro facebook u.u


Passada a reclamação, hoje eu venho falar para vocês pimpolhos sobre vegetarianismo.

Dentre os vegetarianos (sem contar os veganos), eu conheci dois tipos de pessoa, os que viram por modinha e os que viram por algum motivo sensato.
Aqueles que fazem por modinha são os que tentam parecer descoladões e diferentes mas na real são só cópia da cópia da cópia.
Aqueles com motivos sensatos são legais, gosto deles.
Tento até ser um deles.
Essa é minha terceira ou quarta tentativa de me converter à dieta vegetariana, e aí vamos nós de novo.
Pessoal me pergunta se eu faço isso só por gostar de pepino, nabo, mandioca e cenoura.
Na real, eu prefiro animais a pessoas o.o
Meu ex-sOGRO dizia "animais foram criados por Deus pra servir ao homem, pra serem instrumentos facilitadores e alimento. E o homem não evoluiu do macaco".
Com todo o respeito, ou não...
1- Animais sentem tanta dor quanto nós, mas nós não matamos nossos semelhantes... Ao menos não pra comer , no geral o.o (exceto canibais e necrófilos)
2- Se um possível Deus existisse mesmo então porque ele criaria vírus, bactérias, vermes e trocentos outros seres que podem (e por mim, em alguns casos deveriam) matar algumas pessoas sendo que ele teoricamente também criou os animais pra "servirem"?
3- Como dizer que animais não tem consciência? Olha o pessoal que ta no poder no mundo? Animais tem sociedades mais pacíficas e organizadas do que isso.
4- Concordo que o homem não evoluiu do macaco, tal qual não evoluiu da baleia ou do rinoceronte, mas ancestrais genéticos em comum eles tem u.u


Bem antigamente, lá nos primórdios, na época da pedra lascada você via hominídeos usando pele de animal pra se aquecerem.
Porra, milhões de anos depois com avanços tecnológicos gigantesco, pessoal usa pele de animais porque acham bonito, raro e querem se mostrar pros outros.
Você gostaria que uma vaca(não sua sogra, vizinha ou ex, o animal mesmo) aparecesse na sua casa e matasse a pauladas o seu filho recém nascido pra fazer um casaco?
Eu não.
Nem as focas.

É difícil se acostumar a não comer carne, abandonar coisas e couro e afins, mas vale a pena.
Por que eu cortei a carne da minha vida?
Porque a menos que eu seja Monica Matos, nenhum animal de fazenda vai querer me comer.
E eu não pretendo comer animais de nenhum tipo.

Ps: Shirley Manson é vegetariana.
PS2: a Clone também
PS3: É um videogame bom pra caralho


sábado, 4 de setembro de 2010

Comunicação, sentimentos, grunge e Shirley Manson


Sabe aqueles dias que você levanta com uma música na cabeça e não consegue esquecer de jeito nenhum?
Acordei com Until it Sleeps do Metallica, boa música por sinal.

Por falar em música, ela é uma das 5 coisas que mais unem pessoas.
No caso são música, sexo, cultura, bebida e interesses unilaterais.

Com meu amigo Andarilho comprovei boa parte disso.
Quando estávamos no bar discutindo sobre filmes, séries e afins, acabamos por conhecer alguns clientes do recinto.
A cultura pop vence novamente.
Encontramos velhos amigos aparentemente mudados, alguns até mais adultos.
Foi uma noite boa onde fizemos tudo que quisemos, falamos com quem quisemos e bebemos quanto pudemos.
"E esse é o barulho que me deixa acordado, minha cabeça explode e meu corpo dói", já dizia Shirley Manson.
E toda essa porra por causa de uma só palavra "comunicação".
Basicamente a mesma consiste em emissor, mensagem, meio, receptor e reação.
Só isso.
É algo tão simples e o pessoal não tem colhões(não clique, quem avisa amigo é) pra fazer tão simples ato.
Eu(nuco) geralmente não tenho colhões =/
Sou uma merda pra me comunicar.
Aí entra a cana (HOHOHO).
Álcool inibe os medos das pessoas, ou medos de pessoas.
Tudo fica uma magavilha.

Essa é a minha terceira tentativa de texto random essa semana, ta foda.
Agora comecei a lembrar de como começaram meus relacionamentos do estilo "ficada" e em grande parte deles, porra, eu tava away de mim mesmo o.o
E não, eu não me orgulho disso.
Quem lê esse blog e me conhece bem, sabe como anda o meu coração aviário.
Ouvir grunge não deixa você mais feliz.
Enfim, continuando.
Meu problema na questão de relacionamentos é a falta de comunicação.
3 meses pra conseguir um sorriso, mais 2 pra dar oi e 4 anos pra descobrir o nome.
Sou bundão nisso x.x
E sinceramente não sei porque to escrevendo isso.

Mudando de assunto.

Outro dia caminhei pelas ruas dessa estranha cidade com o Andarilho e vi uma coisa legal, uma margarida brotando entre as pedras da calçada.
Provavelmente ela não dure mais uma semana do jeito que as pessoas são descuidadas ou desligadas à natureza.


Voltando à programação normal...
Vocês escassos leitores, já se imaginaram como no Alasca se 75% do seu ano fosse noite e os poucos dias seriam de Sol fraco e vento frio?

Assim é minha vida sentimental.

Acho que grunge ta fazendo mal.
Vou ouvir Bloc Party!
Só fico feliz quando chove =[
Queria alguém que parecesse tão bem que eu iria querer partir o coração e dar o meu no lugar.

Certos dias eu me sinto igual à flor acima.
Sozinho tentando ser rox no meio de um bando de pedras x.x
Ser uma flor é uma bosta.